fbpx

Tempestades, Prejuízos e o Seguro Residencial

Tempestades, prejuízos e o seguro residencial

A primavera é a estação com maior incidência de tempestades.  Todos os dias temos notícias nos jornais e redes sociais, sobre fortes tempestades em todas as regiões do Brasil.

Fotos e vídeos de casas destelhadas, vidraças destruídas por pedras de granizo, compartilhadas nas redes sociais (whatsapp, facebook, instagram, etc..),  são comuns nesta época. 

Fora a quantidade de equipamentos queimados por variação de energia na rede elétrica causada por raios e em alguns casos, casas incendiadas. 

Este é um problema muito sério que desestabiliza a vida de várias pessoas, pois a maioria da população não possui nenhuma reserva financeira. 

Você está preparado?   Você tem reserva financeira para reparar prejuízos causados por uma tempestade na sua casa?

Já chegou a pensar nos possíveis prejuízos, se uma forte tempestade passar por sua residência.   Você tem ideia quanto custa refazer todo telhado da sua casa?

Além das despesas de reconstrução,  você tem um lugar para ficar até a reparação?  

Mesmo que tenha uma reserva financeira, talvez o objetivo para esta reserva, não seja reparar prejuízos causados por um sinistro em sua casa, e sim para projetos pessoais como viagens, aposentadoria, investimento, etc.

A melhor maneira de se prevenir, é fazendo um bom seguro residencial.  Fazer um bom seguro residencial, não é simplesmente contratar qualquer seguro.  O ideal é fazer um seguro residencial de acordo com a necessidade da sua casa. 

Muita gente tem seguro residencial, tem cobertura de vendaval, mas sofreu um sinistro, o valor de reconstrução do telhado é de R$ 50.000,00 e sua apólice tem apenas uma cobertura de R$ 5.000,00. 

Então mesmo que você já tenha um seguro residencial, sugerimos avaliar se as coberturas  estão de acordo com sua real necessidade. Não apenas na cobertura de vendaval, mas também como nas demais coberturas,  como Incêndio, Danos Elétricos, Cobertura de Vidros,etc.

O seguro cobre tudo?  Não, todas as apólices de seguro tem suas exclusões, por isso a importância de ler as condições gerais e ver as exclusões.

Vamos citar abaixo algumas exclusões no seguro residencial em referência a cobertura de vendaval e granizo.  Os exemplos abaixo, são riscos excluídos na maioria das seguradoras, mas é bom verificar sua apólice se não tem nada de diferente.

Os seguros residenciais de maneira geral, costumam excluir danos a toldos (inclusive a estrutura), telhas de plásticos, policarbonatos, acrílicos e similares quando utilizados em telhados.

Os seguros residenciais costumam não cobrir inundação ou alagamento decorrente de transbordamentos de rios, enchentes, canais, valetas, calhas, ralos, bueiros.  Também não cobre danos a bens ao ar livre. 

Moro em apartamento, não preciso do seguro residencial, cobertura de vendaval? Isto é um mito, pois com as fortes tempestades, o vento costuma quebrar portas, janelas e destruir o conteúdo do apartamento.

Como contratar um bom seguro residencial?

Primeiramente você deve avaliar o valor de reconstrução do seu imóvel, considerando o valor do prédio e todo seu conteúdo. Não leve em conta o valor do terreno, e nem o valor da localização do imóvel, pois o seguro garante a reconstrução do bem. 

Sugerimos evitar pacotes prontos de coberturas pré estabelecidas no seguro residencial.  Monte um plano de acordo com sua necessidade. Consulte um bom corretor de seguros para te ajudar nesta tarefa, e que tenha estrutura para te orientar a qualquer momento, seja na contratação, seja no caso de um sinistro inesperado. 

A Lex Corretora de Seguros é especialista em seguro residencial, com centenas de casas seguradas por todo o Brasil.  

Conte com a gente.  Simule agora seu seguro residencial.


Escrito por Carlos César Vilas Boas

Carlos Cesar Vilas Boas, Administrador por formação, seu trabalho é focado na proteção de bens, planejamento sucessório, proteção financeira, seja familiar ou empresarial. Ajuda pessoas a cuidar de tudo o que conquistou na vida, através de ativos securitários.  É diretor, sócio, na Lex Corretora de Seguros. Sempre ligado a tecnologia e o mercado de seguros.

Deixe uma resposta

ajax-loader
Rolar para cima